Como ter um diploma por competência como Técnico em Refrigeração?

O refrigerista, como é conhecido, precisa ter um conhecimento em elétrica e em mecânica para desenvolver um bom trabalho no comércio e na indústria

dois técnicos em refrigeração consertando ar-condicionado

 

Também chamado de refrigerista, o Técnico em Refrigeração e Climatização tem em frente uma ampla gama de oportunidades no mercado de trabalho. Mas para quem pensa que ele trabalha apenas com aparelho de ar-condicionado está enganado. Veja, portanto, mais detalhes neste artigo.

Nesse sentido, o Técnico em Refrigeração e Climatização trabalha com todas os aparelhos que transformam o calor. Sendo assim, o principal exemplo são os aparelhos de ar-condicionado, mas o refrigerista também atua com a linha branca (geladeiras e freezers), bebedouros, bomba de calor para piscinas e centrais de ar em indústrias, shoppings e escritórios.

Portanto, o profissional com o diploma técnico na área pode trabalhar tanto como autônomo, abrindo um MEI (registro como microempreendedor individual) ou fazendo carreira em grandes indústrias.

Mas para isso é necessário ter o diploma técnico e conhecimentos mais amplos em elétrica, mecânica e outros temas. Veja mais detalhes a seguir.

Como o diploma técnico pode alavancar sua carreira?

Muitas pessoas já têm o conhecimento na área de refrigeração, porém, não têm diploma, seja porque não concluíram os estudos ou porque não têm tempo para se dedicar a um curso.

Sendo assim, para estas pessoas que já têm experiência no mercado, o ideal é obter o certificado por competência. Aliás, o procedimento é válido para outras carreiras por ser reconhecido e embasado pela lei 9.394/96.

Portanto, através dele, você tem em três meses um diploma técnico em mãos. E, o melhor, com a mesma validade de um diploma obtido num curso presencial. Basta passar pelo processo, realizar o pagamento das custas e receber o diploma em casa.

Com ele, portanto, o Técnico em Refrigeração e Climatização pode assinar o PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) e elaborar projetos de sistemas de refrigeração e climatização.

Confira agora mais algumas atribuições do técnico:

  • manutenção preventiva;
  • manutenção corretiva;
  • instalação;
  • testes de regulagem.

Dessa forma, com o diploma se ampliam as oportunidades, bem como as chances de melhorar o seu rendimento.

Quais outros conhecimentos o refrigerista deve ter?

Para ser um bom profissional, o Técnico em Refrigeração e Climatização precisa ter conhecimentos amplos em várias áreas técnicas. Entre essas áreas estão elétrica, mecânica, hidráulica e automação.

Dessa forma, é importante que o técnico procure se informar, fazendo cursos complementares, leituras técnicas e acompanhe conteúdos na internet voltados à sua área.

Além disso, uma boa dica é ler os catálogos dos fabricantes e, sempre que possível, participar dos cursos oferecidos pelas grandes marcas. Assim, o profissional amplia seus horizontes, o que pode lhe ajudar na tomada de decisão.

E, por falar em aprimoramento da profissão é bom saber que o salário do Técnico em Refrigeração e Climatização também é atrativo. Ele começa com R$ 1.744,00 e pode alcançar R$ 2.939,00, segundo o site Vagas.com.

Para concluir, a profissão de Técnico em Refrigeração e Climatização é valorizada no mercado e abre caminho para novas certificações.

Sendo assim, conheça agora o processo de certificação por competência nesta área e inicie seu processo de diplomação.

3 Responses to “Como ter um diploma por competência como Técnico em Refrigeração?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *