Faq

Perguntas mais frequentes sobre a certificação:

1. Quanto tempo dura o processo todo?

De 60 a 90 dias corridos.

2. Vou ter direito ao registro profissional

SIM. A certificação por competência, tem os mesmos direitos e prerrogativas do técnico formado pelo sistema regular de ensino. Além disso, desde o dia 21 de setembro de 2018 o conselho responsável pelo registro dos técnicos é o CFT (Conselho Federal de Técnicos industriais e agrícolas). É garantido pelo Conselho Estadual de Educação do Estado do Pará, por meio da resolução de Nº 609, de 13 de setembro de 2018. Assim como também, prevista no artigo 41 da Lei Federal nº 9394/96 (LDB) e normatizada pelo parecer CNE/CEB nº 40/2004.

3. O diploma é reconhecido pelo MEC?

SIM. Nossa instituição é AUTORIZADA pelo Conselho Estadual de Educação do Estado do Pará, RECONHECIDA pelo MEC, INSCRITA no sistema SISTEC nº 43049 /INEP nº 15163970. Qualquer dúvida pode ser realizada uma pesquisa no site www.sistec.mec.gov.br, assim como também, o egresso será cadastrado e registrado no SISTEC/MEC, sistema nacional de validação de diploma do MEC.

4. O Instituto se responsabiliza pela emissão do registro profissional dos seus alunos?

Não, essa é uma responsabilidade do profissional, de procurar o seu respectivo conselho, e dar entrada na solicitação do seu registro, seja o CFT, COREN, CFA ou Ministério do Trabalho.

5. Qual a carga horária do curso?

NÃO SE TRATA DE UM CURSO TÉCNICO REGULAR (subsequente ou concomitante), mas sim de uma aferição técnica por competência profissional. Dessa forma a carga horária presente no histórico do diploma de Técnico Por Competência corresponde a: • O tempo de aferição equivalente à uma média de 150 a 250 horas; • Tempo registrado na Carteira de Trabalho Profissional; • Tempo de cursos e títulos profissionalizantes apresentados pelo candidato(a). Totalizando as 1500 horas equiparadas ao curso técnico regular.

6. Mas essa carga horária pode ser equivalente à do curso Técnico regular? Esse diploma será aceito na empresa onde trabalha, ou se eu for aprovado em concurso público. ?

SIM, é dever do empregador aceitar, pois com base na resolução nº 609 de 13 de setembro de 2018 do conselho estadual de educação do Pará (CEE) artigo 15. Diz que “Os certificados ou diplomas emitidos a partir de processos de certificação profissional, quando registrados no SISTEC, terão VALIDADE NACIONAL EQUIPARADO a do respectivo curso e darão ao trabalhador o poder de usufruir dos direitos profissionais, inclusive os definidos pelos órgãos reguladores do exercício profissional e associação de classe, quando houver”, e na mesma resolução o conselho estadual de educação CEE, determinou que a carga horária fosse equiparado a do curso técnico regular.

7. Estou precisando com urgência da certificação, tem como acelerar meu processo?

Não. Como se trata de um processo de certificação e avaliação precisamos seguir TODOS os passos descritos na resolução do conselho estadual de educação para que o seu processo tenha validade

8. Só tenho um ano de experiencia em carteira, posso participar do processo?

Não, tempo mínimo de 2 anos de experiencia em carteira.

9. Posso participar de concurso público a nível técnico?

SIM, a resolução nº 609 de 13 de setembro de 2018 do conselho estadual de educação do Pará (CEE) artigo 15 diz que “Os certificados ou diplomas emitidos a partir de processos de certificação profissional, quando registrados no SISTEC, terão VALIDADE NACIONAL EQUIPARADA a do respectivo curso técnico e darão ao trabalhador o poder de usufruir dos direitos profissionais, inclusive os definidos pelos órgãos reguladores do exercício profissional e associação de classe, quando houver”.