Técnico em Segurança do Trabalho: como ter diploma por competência

O profissional é requisitado em empresas públicas e privadas para assegurar o cumprimento de normas de segurança do trabalho

técnico em segurança do trabalho em canteiro de obras

Sabe aquele profissional que está sempre com um capacete, sapatos de proteção e cobrando mais segurança no canteiro de obras? Pois é, ele é o Técnico em Segurança do Trabalho. E, como o próprio nome diz, ele zela pela segurança de trabalhadores para tornar o ambiente livre de acidentes. Portanto, veja neste artigo como é o mercado e como ingressar nele se você já tiver experiência na área.

Para isso, inicialmente vamos lembrar que o Técnico em Segurança do Trabalho é uma profissão reconhecida pela Portaria nº 3.275, de 21 de setembro de 1989. Portanto, as atribuições da profissão estão previstas na Norma Regulamentadora (NR) 27. Veja algumas delas:

  • informar o empregador e os trabalhadores dos riscos inerentes à atuação;
  • promoção de campanhas e eventos de divulgação das normas de segurança;
  • análise dos dados estatísticos sobre acidentes e doenças no trabalho;

Agora, confira em quais áreas da economia o técnico pode trabalhar:

  • empresas públicas e privadas;
  • indústrias;
  • consultórios;
  • mineradoras;
  • instituições de ensino;
  • condomínios;
  • shopping centers.

Salários: quanto ganha um técnico e como ingressar na carreira sem um longo curso

Sendo assim, como você percebeu, a atuação do Técnico em Segurança do Trabalho é bem ampla. Mas você sabe qual é o salário inicial da categoria?

Em termos de Brasil, o técnico tem uma boa remuneração. Isso porque o piso salarial é de R$ 3.662,71 na construção civil, segundo o sindicato da categoria, mas pode passar dos R$ 8 mil dependendo da experiência em carteira e da política de cargos e salários da empresa.

O profissional é de nível médio de instrução. Dessa forma, para ingressar na profissão, ele pode fazer um curso (presencial ou a distância) de, pelo menos dois anos de duração, investindo um alto valor.

Porém, se ele já tiver experiência na área, ele pode iniciar um processo de Certificação por Competência. Quer saber como isso funciona? Acompanhe o texto a seguir.

Certificação por Competência: como ser um técnico diplomado

Como você viu acima, os salários pagos na profissão variam muito. Mas, certamente, um ponto que faz a diferença na hora da empresa definir o salário é o diploma.

Sendo assim, é possível você usar a experiência anterior e adquirir seu diploma para ter mais reconhecimento das empresas e, inclusive, o aumento nos rendimentos.

Saiba mais alguns detalhes do diploma técnico por certificação por competência:

  • reconhecido pela Lei 9.394, artigo 41;
  • reconhecido em todo o território nacional;
  • permite o registro no Ministério do Trabalho.

Então, para saber mais detalhes de como funciona a Certificação por Competência para Técnico de Segurança do Trabalho acesse o site e saiba, inclusive, as condições para a obtenção do diploma.

Em suma, para concluir, é importante você saber que é possível se tornar um técnico diplomado sem precisar fazer um curso caro e com muitos meses de duração. Mas você precisa cumprir alguns requisitos, como ter experiência na profissão. Aliás, a área está em crescente valorização no mercado.

O diploma é emitido em nome do Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP). Saiba quem somos no nosso site.

3 Responses to “Técnico em Segurança do Trabalho: como ter diploma por competência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *